A vez do protagonismo feminino

Artigo_Amiga Gabriel Bastianelli

Por Daniela Cristina da Silva

 

Cada vez mais, o ambiente corporativo está ocupado por mulheres. Desde postos mais simples até os cargos estratégicos, é possível observar a capacidade que as mulheres têm para desempenharem o papel profissional com eficiência, organização, concentração, paciência e bom humor.

É certo que as mulheres nunca fizeram parte de um sexo frágil – é mais provável que, na competição entre homens e mulheres em vários papeis sociais, inclusive no ambiente profissional, os homens tenham sido mais agressivos, deixando o resultado desfavorável por muitos anos. O empoderamento feminino, no entanto, vem mudando este cenário e, aos poucos, garantindo às mulheres o papel ao qual elas sempre tiveram direito.

Prova disso é a atual representatividade feminina em diversos governos, cargos estratégicos e no comando de grandes empresas mundiais. A Revista Forbes, recentemente, divulgou a lista das mulheres mais poderosas do mundo, destacando o protagonismo de figuras como Angela Merkel, chanceler alemã; Theresa May, primeira-ministra do Reino Unido; Sheryl Sandberg, chefe de operações do Facebook; e Mary Barra, CEO da General Motors.

Segundo o Movimento Mulher 360, grupo empresarial que luta pelo desenvolvimento econômico das mulheres, o empoderamento feminino passa por sete princípios. São eles:

  • Liderança;
  • Educação e formação;
  • Saúde, segurança e fim da violência;
  • Igualdade de oportunidades, inclusão e não discriminação;
  • Liderança comunitária e engajamento;
  • Desenvolvimento empresarial e práticas da cadeia de fornecedores;
  • Acompanhamento, medição e resultado.

Estes princípios são recomendados para empresas delegarem poder às mulheres em ambiente corporativo. Os direcionamentos também são ideais para o mercado de trabalho e para ações em comunidade. Estes princípios também estão presentes na ONU Mulheres e no Pacto Global das Nações Unidas.

 

O fortalecimento das mulheres na sociedade, no trabalho e na vida

Ao mesmo tempo que o empoderamento feminino se fortalece em todos os ambientes, em especial no trabalho, o mundo contemporâneo se torna cada vez mais exigente em suas rotinas, horários, funções e atribuições. Neste sentido, as mulheres se mostram extremamente capazes de cumprir com todos os afazeres com empenho, dedicação e eficiência. São mães, donas de casa, esposas, entre outras funções, além de ocuparem cargos estratégicos nas organizações e entregarem um ótimo resultado em todas as áreas de atuação.

Este fortalecimento da presença feminina no mercado de trabalho, muitas vezes, não é fácil. A dupla jornada ainda se mostra como um tremendo desafio, que exige um esforço quase sacrificante para as mulheres executivas ou empreendedoras.

O caminho para tornar essa realidade mais leve e fácil é conscientizar os homens que ainda se recusam a dividir tarefas domésticas e a participar ativamente da educação e criação dos filhos. Igualdade é fundamental para o empoderamento feminino, um movimento que vem trazendo inúmeros benefícios à sociedade.

 

Liderança e criatividade feminina nas empresas

Empoderamento é o mesmo que ter força, tornar-se mais forte. Profissionalmente e socialmente, é possível perceber que as mulheres estão mais ativas, conscientes de seus direitos e responsabilidades, definitivamente mais poderosas!

Entre as qualidades mais significativas das mulheres para o ambiente corporativo estão a liderança e a criatividade. Essas habilidades são ideais para a solução de problemas, direcionamento das equipes, desenvolvimento de projetos, cumprimento de metas e prazos. Os resultados são mensurados e comprovados!

Contudo, ainda é preciso que muitas empresas adotem a meritocracia sem qualquer tipo de distinção de gênero e que homens e mulheres entendam que é possível criar um ambiente harmônico, igualitário e justo nas organizações.

Quando mulheres e homens trabalham em conjunto e com a mesma relevância, a sociedade e as empresas ganham em qualidade e representatividade, tornando o conjunto mais completo e eficiente.

O empoderamento feminino é uma realidade que precisa ser respeitada e que vem contribuindo com o desenvolvimento econômico dos países. Por isso mesmo, é essencial promover ambientes saudáveis e igualitários dentro das corporações, percebendo que a presença das mulheres em cargos estratégicos é fundamental para a construção de uma sociedade com oportunidades para todos, sem preconceitos e com condições de igualdade para mulheres e homens!

 

Daniela Cristina da Silva é empreendedora, palestrante, auditoria nacional e internacional, criadora e gerenciadora da fan page Q&V e grupos no whatsapp. Engenheira Química graduada pela Universidade Federal de São Carlos, especialista em Gestão da Qualidade e Produtividade pela Faculdade Oswaldo Cruz. Com experiência profissional em unidades fabris, de indústrias farmacêuticas e farmoquímicas, multinacionais e nacionais de grande porte há 14 anos, como Sanofi-Aventis, Pfizer, Nicomed, Libbs. Atual Diretora Executiva M&D Consultoria. Experiência em start-up de plantas, comissionamentos, qualificação de equipamentos, validação de limpeza, processos e sistemas computadorizados e realização de FAT´s de equipamentos de produção na Argentina e Alemanha. Docente do IDVF – Instituto de Desenvolvimento do Varejo Farmacêutico e do Portal EADPLUS e da pós-graduação do ICTQ e Racine.

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *