Alto Tietê registra 1.365 novos postos de trabalho em outubro

05-06-2014 - São Paulo - O MPT-RJ (Ministério Público do Trabalho no Rio de Janeiro) entrou com ação civil pública pedindo que todos os selecionados para o programa de trabalho voluntário da Fifa para a Copa do Mundo sejam contratados com carteira de trabalho assinada. Foto Rafael Neddermeyer/ Fotos Publicas

Com reação de Mogi das Cruzes, emprego formal cresce quase cinco vezes em relação a setembro na região

 

Por Renan Xavier

 

Com a criação de 1.365 novos postos de trabalho, o Alto Tietê terminou o mês de outubro com saldo positivo e um aumento de quase cinco vezes ante as contratações feitas em setembro (239). Quem mais contribuiu para a melhora foram os municípios de Mogi das Cruzes (481 novos empregos) e Suzano (383).

Os números são do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), ligado ao Ministério do Trabalho e Emprego.

Em setembro, os estabelecimentos de Mogi registraram mais demissões que contratações.  No mês seguinte, contudo, houve reação nos setores de serviços, indústria e até no cambaleante comércio, que amarga uma piora no agregado de demissões do ano.

Os únicos municípios da região a registrar mais demissões que admissões, segundo o Caged, foram Poá e Biritiba Mirim, que fecharam 92 e 5 postos de trabalho respectivamente.

No município administrado por Gian Lopes (PR), o recuo nas vagas foi impulsionado principalmente setor de serviços (91 baixas) e de comércio, que teve saldo negativo de 12 demissões. Em Biritiba, estes dois setores também foram os responsáveis pelo segundo mês consecutivo de piora no mercado de trabalho formal.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *