Eu confesso: sou….

Artigo_Mauricio Vicentim - foto@arquivopessoal
Maurício Vicentin é jornalista, tem 35 anos e 13 anos de carreira. Foto: Arquivo pessoal

 

Por Maurício Vicentin

 

Olá. A partir de hoje, nós temos encontros periódicos para tratarmos de assuntos polêmicos e outros nem tanto. Recebi o convite dos editores do Gazeta Regional para expressar minhas opiniões. Espero que gostem dos debates. Sintam-se à vontade para interagir.

Como bom são-paulino que sou, quero parabenizar os corintianos. Reconhecer a superioridade do time alheio só me faz ficar inspirado para, no ano que vem, se os jogadores colaborarem, entoar o grito de campeão.

Eu bato o pé dizendo que não irei falar de flores, ops… de política, mas não consigo ficar calado em meio à podridão que assola Brasília. Cada dia que passa, uma nova falcatrua é descoberta. Parece um baú sem fim.

Parece que o tio Sílvio fez escola com essa história de jogar dinheiro para o ar. Resolveram imitá-lo esta semana no Congresso Nacional. Será que gritaram: “Quem quer, quem quer, quem quer dinheiroooo?”.

Evidentemente que o tio Silvio Santos é um homem honesto e sério. Pena que os políticos brasileiros, em sua grande maioria, esqueceram a seriedade no jardim da infância. Vou torcer para que ele se candidate a presidente do Brasil. Quem sabe, conserte o País.

Falando em escola… tem gente que está com a memória fraca. A reorganização escolar proposta pelo governo do Estado de São Paulo é extremamente positiva. Nada mais justo do que separar crianças e adolescentes. Essa é uma forma de impedir que as crianças tenham contato com práticas duvidosas. Além disso, essa proposta não é nenhuma novidade. Nos anos 1990, quando eu era estudante, no interior paulista, o ensino funcionava muito bem: do pré até a 8ª série numa escola e o colegial em outra.

Está na moda fazer nudes, ou fotos sensuais para espalhar pelas redes sociais e whatsapps da vida. Tímido, como sou, jamais teria coragem de fazer isso. Onde foi parar a intimidade?




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *